terça-feira, 18 de novembro de 2008

Agenda 21 é tema de encontro

Articulação que envolve sociedade civil, iniciativa privada e poder público quer fortalecer discussão sobre a sustentabilidade local


Nos dias 27 e 28 de novembro acontecerá o “Encontro Pró-Fórum Peruíbe 21 – Da cidade que temos para a cidade que queremos”. O Encontro visa articular o poder público, a sociedade civil e a iniciativa privada, criando a Comissão Pró-Fórum da Agenda 21 de Peruíbe. O evento é aberto ao público e acontecerá no Centro de Convenções de Peruíbe dias 27 e 28 de novembro das 18h30 às 22h30.

A iniciativa prevê também capacitação em Agenda 21 para os integrantes da Comissão, que será criada e composta durante o Encontro. Posterior à capacitação, a Comissão terá a finalidade de mobilizar a sociedade para planejar, construir e implementar o Plano Municipal de Desenvolvimento Sustentável, dialogando com a comunidade para elencar temas e processos pertinentes para o debate, divulgando informações e envolvendo a população.

No dia 27, quinta-feira, o Encontro contará com uma mesa redonda sobre Políticas Públicas Pró-Sustentabilidade, que abordará os aspectos, ferramentas e a importância da participação social na gestão pública. Também faz parte da programação um painel de experiências em Agenda 21 na Zona Costeira, com apresentação de casos concretos na região.

Já no dia 28 à tarde, sexta-feira, o Centro de Convenções será um espaço lúdico para trocas culturais programadas e espontâneas. Artistas, músicos, artesãos e grupos culturais da cidade estão convidados a partilhar suas obras e manifestações, a partir das 14h.

À noite, os participantes serão convidados a construir prioridades para a discussão acerca do desenvolvimento sustentável local. Para subsidiar a construção, serão abordados temas e tratados internacionais, como Agenda 21 Global, Carta da Terra, Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global, entre outros.

A realização é do Comitê Organizador, formado pelo Coletivo Jovem Caiçara de Meio Ambiente, Ecosurfi – Entidade Ecológica dos Surfistas, GREG - Grupo Ecológico Guaraú, Polícia Ambiental, Partido Verde, AMAP – Associação dos Monitores Ambientais de Peruíbe, AEP – Associação dos Estudantes de Peruíbe, Movimento Pró-Raízes, Associação dos Moradores e Amigos do Jd. São Luiz e Rede de Agendas 21 do Litoral Paulista.

Por Bruno Pinheiro
www.flechadeluz.org

1 comentários:

Thiago disse...

AhÕ!
Limeireando....